NOTÍCIAS

CONHEÇA OS FILMES PREMIADOS NO 27º FESTIVAL DE CINEMA DE VITÓRIA

Para Onde Voam As Feiticeiras de Eliana Caffé, Carla Caffé e Beto Amaral foi o vencedor do Troféu Vitória de Melhor Filme da 10ª Mostra Competitiva Nacional de Longas
O Festival de Cinema de Vitória acaba de anunciar os filmes vencedores de sua 27ª edição. Os escolhidos pelo Júri Técnico do 27FCV e vencedores do Troféu Vitória de Melhor Filme foram: na 24ª Mostra Competitiva Nacional de Curtas o vencedor do Troféu Vitória de Melhor Filme foi Perifericu de Nay Mendl, Rosa Caldeira, Stheffany Fernanda e Vita Pereira. Na 10ª Mostra Competitiva Nacional de Longas o vencedor do Troféu Vitória de Melhor Filme Para Onde Voam As Feiticeiras de Eliana Caffé, Carla Caffé e Beto Amaral.  
 

Perifericu é o vencedor do Troféu Vitória de Melhor Filme da 24ª Mostra Competitiva de Curtas

 
Na 10ª Mostra Quatro Estações recebeu o Troféu Vitória de Melhor Filme o curta Bonde, de Asaph Luccas. A 9ª Mostra Foco Capixaba concedeu o Troféu Vitória para Amargo Rio Doce, de Ricardo Sá. Na 9ª Mostra Corsária os vencedores do Troféu Vitória de Melhor Filme foram os curtas Pátria, de Lívia Costa e Sunny Maia; e Cultural, de Armando Lima. Na 7ª Mostra Outros Olhares, o  Troféu Vitória de Melhor curta-metragem foi para Rebento, de Vinicius Eliziário. 
 
Minha História É Outra, de Mariana Campos, foi o vencedor do Troféu Vitória de Melhor Filme da 5ª Mostra Mulheres no Cinema. Na 5ª Mostra Cinema e Negritude, o curta-metragem Terceiro Andar, de Deuilton B. Júnior, foi o vencedor do Troféu Vitória de Melhor Filme. Na 4ª Mostra Nacional de Videoclipes, o vencedor do Troféu Vitória de Melhor Filme foi O Clã, de Raymundo Calumby. Na 3ª Mostra Nacional de Cinema Ambiental, o Troféu Vitória de Melhor Filme foi para Rocha Matriz, de Cristal Líquido (Miro Soares e Gabriel Menotti). E fechando a premiação o vencedor do Troféu Vitória de Melhor Filme na 2ª Mostra Do Outro Lado – Cinema Fantástico e de Horror foi As Viajantes, de Davi Mello. 
 
Júri Popular 
 
O público também participou e escolheu os seus filmes preferidos durante os seis dias de exibição. Os vencedores do Troféu Vitória de Melhor Filme segundo o Júri Popular foram: Inabitáveis, de Anderson Bardot, na 24ª Mostra Competitiva Nacional de Curtas; Pureza, de Renato Barbieri, na 10ª Mostra Competitiva Nacional de Longas; Agachem, Segurem, Formem, Arrasem, de Caio Baú, na 10ª Mostra Quatro EstaçõesO Trauma É Brasileiro, de Castiel Vitorino Brasileiro e Roger Ghil, na 9ª Mostra Foco CapixabaO Prazer de Matar Insetos, de Leonardo Martinelli, na 9ª Mostra CorsáriaO Que Pode um Corpo?, de Victor Di Marco e Márcio Picoli, na 7ª Mostra Outros OlharesEsmalte Vermelho Sangue, de Gabriela Altaf, na 5ª Mostra Mulheres no CinemaTerceiro Andar, de Deuilton B. Júnior, na 5ª Mostra Cinema e NegritudeDiferenciado, de Amon e Jeffão, na 4ª Mostra Nacional de VideoclipesRaízes, de Coletivo FemArte, na 3ª Mostra Nacional de Cinema AmbientalEu Estou Vivo, de Maíra Campos e Michel Ramos, na 2ª Mostra Do Outro Lado – Cinema Fantástico e de Horror
 
27º Festival de Cinema de Vitória conta com o Patrocínio do Ministério do Turismo, através da Lei de Incentivo à Cultura, e do Banestes. Conta com o apoio da Unimed Vitória, da Rede Gazeta, do Canal Brasil, da Stella Artois e da Suzano. Conta também com o apoio institucional do Centro Técnico do Audiovisual (CTAv), da Tower Web, da Dot, da Link Digital, da Mistika, da ABD Capixaba, da Carla Buaiz Jóias, do Findes, do Sesi Cultural e da Secretaria de Estado da Cultura do Espírito Santo. A realização é da Galpão Produções e do Instituto Brasil de Cultura e Arte (IBCA).
 
27º Festival de Cinema de Vitória
PREMIADOS
 
24ª Mostra Competitiva Nacional de Curtas
– Melhor Filme (Júri Técnico): Perifericu de Nay Mendl, Rosa Caldeira, Stheffany Fernanda e Vita Pereira
 Melhor Filme (Júri Popular): Inabitáveis, de Anderson Bardot
– Melhor Direção: Ulisses Arthur por Ilhas de Calor
– Melhor Roteiro: Matheus Farias e Enock Carvalho por Inabitável
– Melhor Contribuição Artística: Rodrigo Ribeiro, Carlos Eduardo Seccon e Julia Faraco pela Montagem de A Morte Branca do Feiticeiro Negro, de Rodrigo Ribeiro
– Melhor Interpretação: Paulo Guidelly, por Egum, de Yuri Costa  
– Prêmio Especial do JúriPara Todas As Moças, de Castiel Vitorino Brasileiro
– Menção Honrosa: Luciano Coelho, Mauro Marques, Castiel Vitorino Brasileiro e Markus Konká, por suas interpretações em Inabitáveis, de Anderson Bardot
– Menção Honrosa: Ellen Silva e Tamirys Rodrigues, por suas interpretações em O Conforto Das Ruínas, de Gabriela Lourenzato
– Menção Honrosa: Lucas H. Rossi dos Santos pela montagem de Ser Feliz no Vão
– Menção Honrosa: Ziel Karapotó pela performance e realização de O Verbo Se fez Carne
 
10ª Mostra Competitiva Nacional de Longas
– Melhor Filme (Júri Técnico): Para Onde Voam As Feiticeiras de Eliana Caffé, Carla Caffé e Beto Amaral
– Melhor Filme (Júri Popular): Pureza, de Renato Barbieri
– Melhor Direção: Eliana Caffé, Carla Caffé e Beto Amaral por Para Onde Voam As Feiticeiras
– Melhor Roteiro: Josefina Trotta e Marcela Lordy por O Livro dos Prazeres, de Marcela Lordy
– Melhor Contribuição Artística: Léa Garcia por Um Dia Com Jerusa, de Viviane Ferreira
– Melhor Interpretação: Dira Paes por Pureza, de Renato Barbieri; e Simone Spoladore por O Livro dos Prazeres, de Marcela Lordy
– Menção HonrosaYãmĩyhex: as Mulheres-Espírito, de Sueli Maxakali e Isael Maxakali
– Menção Honrosa: Mauro Pinheiro Jr. pela fotografia de O Livro dos Prazeres, de Marcela Lordy

10ª Mostra Quatro Estações
– Melhor Filme (Júri Técnico): Bonde, de Asaph Luccas
– Melhor Filme (Júri Popular): Agachem, Segurem, Formem, Arrasem, de Caio Baú
– Menção Honrosa: Convictas, de Kamila Barbosa Ferreira

9ª Mostra Foco Capixaba
– Melhor Filme (Júri Técnico): Amargo Rio Doce, de Ricardo Sá
– Melhor Filme (Júri Popular): O Trauma É Brasileiro, de Castiel Vitorino Brasileiro e Roger Ghil

9ª Mostra Corsária
– Melhor Filme (Júri Técnico): Pátria, de Lívia Costa e Sunny Maia
– Melhor Filme (Júri Técnico): Cultural, de Armando Lima
– Melhor Filme (Júri Popular): O Prazer de Matar Insetos, de Leonardo Martinelli
– Menção HonrosaO Prazer de Matar Insetos, Leonardo Martinelli

7ª Mostra Outros Olhares
 – Melhor Filme (Júri Técnico): Rebento, de Vinicius Eliziário
– Melhor Filme (Júri Popular): O Que Pode um Corpo?, de Victor Di Marco e Márcio Picoli
– Menção HonrosaJoãosinho da Goméa – O Rei do Candomblé, de Janaina Oliveira ReFem e Rodrigo Dutra

5ª Mostra Mulheres no Cinema
– Melhor Filme (Júri Técnico): Minha História É Outra, de Mariana Campos
– Melhor Filme (Júri Popular): Esmalte Vermelho Sangue, de Gabriela Altaf
– Menção HonrosaEsmalte Vermelho Sangue, de Gabriela Altaf

5ª Mostra Cinema e Negritude
– Melhor Filme (Júri Técnico): Terceiro Andar, de Deuilton B. Júnior
– Melhor Filme (Júri Popular): Terceiro Andar, de Deuilton B. Júnior
– Menção HonrosaLembrar Daquilo Que Esqueci, de Castiel Vitorino Brasileiro

4ª Mostra Nacional de Videoclipes
– Melhor Filme (Júri Técnico): O Clã, de Raymundo Calumby. Artista: Isis Broken
– Melhor Filme (Júri Popular): Diferenciado, de Amon e Jeffão. Artista: PTK
– Menção HonrosaGigantesca, de Letícia Pires. Artista: Mariana Volker

3ª Mostra Nacional de Cinema Ambiental
– Melhor Filme (Júri Técnico): Rocha Matriz, de Cristal Líquido (Miro Soares e Gabriel Menotti)
– Melhor Filme (Júri Popular): Raízes, de Coletivo FemArte
– Menção HonrosaRaízes, de Coletivo FemArte

2ª Mostra Do Outro Lado – Cinema Fantástico e de Horror
– Melhor Filme (Júri Técnico): As Viajantes, de Davi Mello
– Melhor Filme (Júri Popular): Eu Estou Vivo, de Maíra Campos e Michel Ramos
– Menção HonrosaEu Estou Vivo, de Maíra Campos e Michel Ramos

Prêmio ADB Capixaba
– Melhor FilmeInabitáveis, de Anderson Bardot
– Menção HonrosaPara Todas as Moças Lembrar Daquilo Que Esqueci, de Castiel Vitorino Brasileiro; e O Trauma é Brasileiro, de Castiel Vitorino Braileiro e Roger Ghil

COMENTÁRIOS