COLUNAS

VISUAL MERCHANDISING: LOJAS INVESTEM EM VITRINES CRIATIVAS PARA ATRAIR CLIENTES

Korpo e Casa - divulgação - Shopping Rio Branco

 

Encerrando a mostra do Shopping Rio Branco, evento vai abordar a importância de aplicar visual merchandising nos negócios

Um barco que parece sair da parede e flutuar no ar, um espaço gourmet ambientado bem na frente da loja, obras de arte e cortinas que imprimem a sensação de estar na sala da nossa casa, flores naturais e artificiais que dão vida ao espaço, exposição de obras assinadas por artistas plásticos, são algumas estratégias utilizadas pelos lojistas para atrair atenção dos consumidores que passam em frente às suas lojas. No dia 08 de novembro, sexta-feira, o Shopping Rio Branco promove uma palestra, em parceria com o Sebrae, sobre “Visual Merchandising”, em que a consultora de marketing estratégico Silvia Vinda vai dar dicas de como deixar a loja mais atraente e chamativa, a começar pelas vitrines.

De acordo com a consultora, o visual merchandising é um conjunto de técnicas que ajuda a vender um produto através do apelo visual. “O objetivo desta palestra é sensibilizar para o tema, trabalhar alguns conceitos sobre visual externo, interno e virtual. Ao final de cada um deles, apresento um checklist, levando os participantes a refletirem sobre como cada item abordado está aplicado em suas lojas e, caso não esteja, como inseri-los”, explica.

O evento, promovido pela coordenação da terceira edição da Mostra de Arquitetura e Decoração do Shopping Rio Branco (MARQ – 2019), acontece também para marcar o encerramento da exposição, que tem como tema “Flores para sua casa”. Segundo a arquiteta e coordenadora Aparecida Borges, uma das ideias que impulsionam a realização das mostras é destacar a importância de uma vitrine bem montada e o seu poder de atrair clientes e, consequentemente, impulsionar as vendas. “A MARQ é uma oportunidade para reunirmos lojistas e profissionais, estimulando parcerias, e com isso, fortalecer uns aos outros, afinal todos nós temos o mesmo objetivo”, ressalta a arquiteta que, junto ao Grupo Arus, assina o ambiente “Sala de Estar” na mostra.

De acordo com Daniele Marins Batista, lojista do Shopping Rio Branco, a vitrine é o cartão de visita de uma loja, e é possível montá-la com técnica e criatividade, sem grandes investimentos monetários. “Uma bela decoração encanta as pessoas e pode ser um convite às compras. A minha, por exemplo, é assinada pela designer de interiores Christina do Carmo, seguindo o tema da mostra. Composta por muitas folhas e plantas, foi idealizada a fim de simular uma varanda, um cantinho gostoso e vivo da casa, daqueles em que paramos para relaxar e contemplar a vida. Oferecer essa sensação a quem passa, que constantemente está na correria, faz toda diferença”, explica Daniele.

É com o tema “Primavera na Itália” que Zilda Spinetti decidiu encantar o público que circula pelo Shopping Rio Branco. O espaço traz um painel de Veneza com uma gôndola, assinada pelo artista plástico Gildo Alfaia, conhecido por assinar produções de carros alegóricos da escola de samba Mocidade Unida da Glória (MUG). Zilda explica que a vitrine não é só, literalmente, a porta de entrada da loja, mas também fator determinante para atrair a atenção do cliente para os produtos. “É um espaço que merece atenção. Precisa ser bem aproveitado, seja ele do tamanho que for. Organização, uma decoração sutil e equilíbrio entre cores e iluminação são alguns dos diferenciais que merecem ser explorados ao se produzir uma vitrine”, destaca.

 

COMENTÁRIOS