COLUNAS

LEILÃO EMPÓRIO DAS ARTES: OBJETOS RAROS E ANTIGOS EM EXPOSIÇÃO

 

Quadros, porcelanas raras, esculturas e móveis com história fazem parte do acervo do Leilão Empório das Artes, que acontece no próximo dia 19, no Shopping Vitória. De 14 a 18 acontece a exposição do acervo com entrada gratuita

Com obras de nomes como Di Cavalcanti, Cândido Portinari, Roberto Burle Marx, Antônio Bandeira, Romanelli e os capixabas Levino Fanzeres e Heitor dos Prazeres será realizado no dia 19 de fevereiro, às 20 horas, o I Grande Leilão Empório das Artes de 2019, desta vez em novo local, no primeiro piso do Shopping Vitória. Mas o acervo de cerca de 200 lotes incluindo além de quadros, também possui raridades em porcelana, cristais, opalinas, pratarias e mobiliário de época. O acervo poderá ser visitado de 14 a 18 de fevereiro, no horário de funcionamento do Shopping Vitória.

Os leilões são uma chance de adquirir obras raras e também uma boa oportunidade para decorar a casa com objetos históricos a valores atrativos. O marchand Lélio Cimini explica que são 210 lotes, sendo que, mais de 30% são de lance livre. “Muitas peças deste leilão são inéditas e foram garimpadas no eixo Rio e Minas Gerais”, conta o galerista. Ele informa que o leilão representa uma possibilidade de adquirir móveis de alto valor, mas como preços acessíveis. Destaque para aparador em madeira jacarandá decorado em entalhes vazados e tampo em mármore, acompanhado de espelho com moldura da mesma madeira, datados da década de 40.

Entre as porcelanas, um dos destaques é a raridade de um aparelho de jantar Limoges com 70 peças, da década de 40. Outras peças importantes do mesmo material são os três imponentes jarros chineses com mais de um metro de altura e um centro de mesa em fiança espanhola, do início do século XX. Ainda entre os cristais, um lustre de 12 velas também da década de 40 atrai o olhar pela suntuosidade. Mas peças delicadas como um vaso de murano em formato de cactos ou uma pequena escultura de um palhaço em cristal com detalhes em ouro ressaltam o quanto o acervo está rico em variedade e sutilezas.  

Pinturas

Como em todo leilão embora as antiguidades sejam um delírio para o olhar, são os quadros de artistas renomados que representam as grandes oportunidades para colecionadores e até investidores. Passeando por diversos estilos de pintura, o acervo conta com o quadro “Colhedoras de Algodão”, do pintor Romanelli; “Bebedores de Cerveja”, pintura de Juarez Machado da década de 80; a aquarela “Cores do Brasil”, de Di Cavalcanti e duas gravuras em água forte de Cândido Portinari. Outra opção de arte emoldurada é um panneau com estampa abstrata dos anos 80 assinado pelo artista e paisagista Burle Marx.

O Espírito Santo estará representado na exposição pelos talentosos artistas capixabas como Levino Fanzeres com a obra “Engenho” e Álvaro Conde com a tela “Convento”.

Além de itens de arte tradicionais e relíquias, o leilão vai disponibilizar dois grandes tapetes e antigos persas no estilo Tabriz. Entre as esculturas destaque para Candangos, de Bruno Giorgi, e Iaras, de Ceschiatti. Além de esculturas em Lladró como a Dançarina Tailandesa.

 Serviço

I Grande Leilão de 2019 Empório das Artes

Data da Exposição: de 14 a 18 de fevereiro, das 11 às 21h, sendo que domingo, dia 17, das 15 às 20h. Entrada franca.

Pregão: 19 de fevereiro, às 20h, comandado pelo leiloeiro Mauro César Rocha.

Local: primeiro piso do Shopping Vitória (antiga loja Ricardo Eletro).

COMENTÁRIOS